Domingo, 15 de Janeiro de 2017

Amor sob céu

Fazendo amor lentamente

Olhando as estrelas a brilhar

Na queda de uma estrela cadente

Continuamos a nos amar

 

Nossas peles se tocando

Comprimindo nossos corpos

Nos fazemos viajando

Alagando nossos portos

 

A relva se desbravando

Na terra que é calcada

Põe os anjos chorando

Por não ter minha amada

 

De momentos extasiantes

Em contracções frenéticas

Nos vimos em sons vibrantes

Descontraindo-nos de mil éticas

 

 Sérgio Resende, 1999

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Ah!

. Mar

. Grande droga

. Mirada

. Viagem

. Questões

. Amor sob céu

. À atenção dos Serviços Se...

. Conto persa

. Mensagem ao SIS ( caso es...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Março 2013

. Fevereiro 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds