Domingo, 15 de Janeiro de 2017

Ah!

Ah! Qual não é o grande cientista que exulta quando, por vezes, erra

Ah! Qual não é o grande escritor que discorre terramotos e silencia

Ah! Qual não é o grande cantor que, quando se exalta, não berra

Ah! Qual não é o grande artista que na sua arte se ausencia

 

Ah! Qual não é o bom combatente que em combate combate porque sim

Ah! Qual não é o hábil espadachim que quando estoca estoca em não

Ah! Qual não é a bela dama que junta a seus pêlos sedosos a seda do carmim

Ah! Qual não é o bom amante que quando ama ama com paixão

 

Ah! Qual não é o grande maestro que da sua orquestra faz melodia

Ah! Qual não é o grande atleta que alcança para outros esperarem

Ah! Qual não é o grande criativo que descobre em antologia

Ah! Qual não é o grande poeta que se eleva acima dos que não mirrarem

 

Sérgio Resende, 2000

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:55
link do post | comentar | favorito

Mar

Ó mar, que palavra tão profícua

Dás-nos asas para em ti navegar

Pirateando para continuar a míngua

Ah! Que fome da descoberta e do amar

 

Desconhecido com suas marés e ondas miríficas

Anunciando em rebentações o que se pretende alcançar

De onde vem, manda-nos mensagens holísticas

Dizendo-nos que com a descoberta muito há que andar

 

Andamentos com suas partidas e chegadas

Almejando partir como retornar

Vôos alados rasando almas aladas

 

Partamos então para Marte

Que tanto se observa como se põe a observar

Pensemos, pois, nesta bela arte

 

Sérgio Resende, 2000

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:44
link do post | comentar | favorito

Grande droga

Das cartomantes à astrologia

Dos combatentes aos diletantes

Da economia à medicina

Das bacantes aos amantes

 

Do quê que aqui se fala

Sobre o quê que se quer falar

É algo que às vezes mata

Talvez se mate... às vezes... faz avançar

 

Sérgio Resende, 2000

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:38
link do post | comentar | favorito

Mirada

A partir do momento em que ela não sorrir

Sabe que ali se apaixonou

Pois não apenas sente que não quer partir

Como sente que até ali sonhou

 

Mas que sentimento de serenidade

Cativada e não somente cativante

Sente em toda ela a sobriedade

Pois é tão amada como é amante

 

De que modo se sente ela tão bela

Que sentimento de ser tão única

Quiçá... porque de batel passou a batela

 

E é mesmo encontrado esse rumo...

Que bom saber por onde ir

Assim me calo e assim me aprumo

 

Sérgio Resende, 1999

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:30
link do post | comentar | favorito

Viagem

Contemplando a paisagem

Saudificando a miragem

Que visão de terra tão bela

Ao voar num barco à vela

 

Abstenho-me de fazer tal viagem

Pois sem roupa para tal na bagagem

Caminharia descalço pela viela

Da vida que me traria tanta piela

 

Deixo-me de tais considerações

Pois andando nú pela estrada

Caminharia só com minhas razões

 

Falemos antes de realidades

Que indicam tantos caminhos

Aquém e além de nossas beldades

 

Sérgio Resende, 1999

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:23
link do post | comentar | favorito

Questões

Andando pela rua

Alguém encontrou outro alguém

Então debaixo da Lua

Ambos perguntaram: És quem?

 

Um deles, que estava descalço

Respondeu: Sou quem sou!

O outro, que estava de laço

Então lhe disse: Sou quem vou!

 

Querendo então saber mais

Contemplaram-se da cabeça aos pés

Um disse: Já não vais!

O outro: Já não és!

 

Sérgio Resende, 1999

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:15
link do post | comentar | favorito (1)

Amor sob céu

Fazendo amor lentamente

Olhando as estrelas a brilhar

Na queda de uma estrela cadente

Continuamos a nos amar

 

Nossas peles se tocando

Comprimindo nossos corpos

Nos fazemos viajando

Alagando nossos portos

 

A relva se desbravando

Na terra que é calcada

Põe os anjos chorando

Por não ter minha amada

 

De momentos extasiantes

Em contracções frenéticas

Nos vimos em sons vibrantes

Descontraindo-nos de mil éticas

 

 Sérgio Resende, 1999

tags: ,
publicado por sergioresende às 17:06
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Ah!

. Mar

. Grande droga

. Mirada

. Viagem

. Questões

. Amor sob céu

. À atenção dos Serviços Se...

. Conto persa

. Mensagem ao SIS ( caso es...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Março 2013

. Fevereiro 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds