Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Arquétipo da Mãe e os Annunaki

Conhecendo a história dos Annunaki, através de Zecharia Sitchin, principalmente, podemos fazer considerandos acerca do Arquétipo da Mãe!

 

Ora, os Annunaki criaram seres humanos, através de Engenharia Genética, com genes de machos de antropóides hominídeos, existentes na terra, e genes de fêmeas Annunaki.

 

Temos aqui a criação do Arquétipo da Mãe, em que a Mãe surge como algo associado a fora da Terra, portanto, como algo ao nível do que está de fora, do estrangeiro, do Outro.

 

Concerteza, posteriormente, e numa linha saudável, deverá haver uma integração destes aspectos externos da Mãe, e desenvolver um Arquétipo da Mãe diferenciado, mais evoluído.

 

Outro aspecto a ter em conta dos Annunaki é o de, inicialmente, e declaradamente, os seres humanos serem seus escravos, tendo sido criados para isso mesmo. Mas, posteriormente, os Annunaki forneceram conhecimentos aos seres humanos, que levou à formação das primeiras civilizações humanas.

 

Ora, é relevante que na sociedade capitalista, que nas suas características de fundo é avessa ao Outro, ao estrangeiro, se propague através dos media e a nível social, interrelacional, a noção de que se deve enganar, roubar, manipular, etc., obtendo-se dessa forma o êxito, lembrando reminiscências da Mãe estrangeira que os tornou escravos. De um ponto de vista exopsicológico, tendo em conta as informações, relatos e noções de contactados, abduzidos e investigadores da área ovnilógica, ter-se-à que ter a noção de que há raças alenígenas na Terra, que controlam mentalmente e comportalmente os humanos. Claro está, se se tiver mais consciência disso, mais se reduz esse controlo.

 

Portanto, na sociedade capitalista há essa identificação com o Arquétipo da Mãe traidora e exploradora.

 

Ora, identifico-me mais com o arquétipo da Mãe que posteriormente forneceu conhecimentos aos humanos, levando à fundação das civilizações humanas.

E penso que os meus camaradas comunistas, particularmente aqueles que conhecem a história dos Annunaki, também!

 

Consideramos a existência da Mãe exploradora, como por exemplo a sociedade capitalista, mas funcionamos com a Mãe transmissora de conhecimentos e progressista!

publicado por sergioresende às 18:03
link do post | comentar | favorito

A tribo Ocidental

O que é isto da tribo Ocidental?

 

Pouca gente conhece, mas há propostas de que, na classificação taxonómica do reino Animal, e especificamente do ser humano, se poderá considerar Família, Género, Espécie, Sub-Espécie, e depois, e este é o ponto, Tribo.

 

Ter-se-à, para o ser humano, Família Hominidae, Género Homo, Espécie Homo Sapiens e Sub-Espécie Homo Sapiens Sapiens.

 

Quanto à Tribo, aqui considero especificamente aquela com a qual tenho mais contacto, exposição, que é a Ocidental.

 

Assim, será a Tribo Ocidental!

 

Na linha da investigação psicológica de elementos de uma sociedade, considero sobremaneira o trabalho desenvolvido por Jung, que para além de estar inserido na sociedade Ocidental, estudou tribos, particularmente em África e na América.

 

Considero que a sociedade Ocidental é uma sociedade passível de ser estudada, nos seus vários aspectos, particularmente psicológicos.

Na linha que tenho vindo a escrever é uma sociedade que poderá ser considerada como sendo uma tribo.

 

Nesta linha, e consubstanciando esta ideia, é de interesse relevante que , tal como nas tribos que se encontram em África e na América, também na tribo Ocidental há a utilização acentuada, e por vezes enquanto ritual de passagem e permanência, de adornos e pinturas, como tatuagens, piercings, brincos, pulseiras, braceletes, coleiras, e ao nível das pinturas, por exemplo, a pintura dos lábios, em que há todo um aspecto sexual simbólico e de cosmética, como por exemplo, os lábios bastante vermelhos simbolizando para além do aspecto sexual, e mais do que isso, a menstruação!

 

Só a título exemplificativo da utilização do termo tribo, e enquanto curiosidade, temos o livro de Desmond Morris, A Tribo do Futebol!

publicado por sergioresende às 17:39
link do post | comentar | favorito
Domingo, 5 de Setembro de 2010

Fast Food Extraterrestre de hamburgueres humanos

Conceitos Freudianos, eles próprios,  as pulsões sexuais e agressivas, têm sido utilizadas como alimento humanos para entidades extraterrestres.

 

Utilizam o facto de eu ter orgasmo, erecções, e sentimentos sexuais e de ter contacto telepático consciente com a Humanidade e entidades extraterrestres, para que particularmente as mulheres tenham orgasmos simultâneos por todo o planeta. Estes orgasmos são considerados enquanto a fonte das pulsões sexuais indicadas.

 

Por outro lado, as guerras e conflitos sociais parecem, com os seus sentimentos agressivos, ser a fonte das pulsões agressivas. As guerras neste contexto parecem ser fomentadas pelas entidades alienígenas para se poderem ser alimentadas.

 

As pulsões sexuais e as agressivas parecem ser captadas telepaticamente pelas entidades, que as partilharão, modulando-as e integrando-as, fornecendo a energia psíquica de que as próprias entidades alienígenas se alimentarão para desenvolver as mentes de uma forma cada vez mais evoluída, mais complexa

 

Como um investigador de Ovnilogia já disse, os aliens alimentam-se de nós como nós das vacas!

 

Dá que pensar!

publicado por sergioresende às 02:21
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Ah!

. Mar

. Grande droga

. Mirada

. Viagem

. Questões

. Amor sob céu

. À atenção dos Serviços Se...

. Conto persa

. Mensagem ao SIS ( caso es...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Março 2013

. Fevereiro 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds