Domingo, 29 de Agosto de 2010

Mensagens poderosas de quatro canções, particularmente, de anti-imperialismo e anti-capitalismo!

Quatro canções merecem destaque por toda a sua carga de mensagem e de sucesso que tiveram.

 

 

É preciso ter em atenção as letras e as imagens, no contexto socio-historico, político, psicológico, ideológico, temporal, etc..

 

 

Hotel California

 

 

Os autores, os Eagles, fazem referência a que há espaço para que todos fiquem no Hotel California. Tendo em conta, a prevalência da indústria cinematográfica e telivisiva de Holywood por todo o mundo, e nos próprios Estados Unidos, e a importância disso para os americanos, dá indicação de que a música é um manifesto anti-expansionista em relação aos Estados Unidos. Isto, considerando, as tendências conhecidas há várias décadas desse país a nível expansionista e imperialista!

 

 

Gangster's Paradise

 

 

Realça-se a mensagem da importância da figura paterna, particularmente, em relação a indivíduos que enveredam pelo crime e violência. Também se pode considerar num contexto anti-capitalista, pelo conteúdo das imagens do videoclip e letras, em que se evidencia que as características mais tipicamente femininas e aproveitadas no contexto do Capitalismo, levam à tendência desviante ( Canção de Coolio )

 

 

Word Up

 

 

Realça a tendência adquirida, desde há algumas décadas, de desenvolvimento, a diversos níveis na sociedade, do homem negro e mulher branca, em conjunto, tendo em conta o desfavorecimento histórico relativamente ao homem branco. Isto, considerando a minha presença na sociedade, com as características de contacto telepático consciente com a Humanidade e entidades alienígenas, e pelo facto de ser mulato, união de homem negro e mulher branca. ( Canção de Cameo )

 

 

Orinoco Flow

 

 

Esta canção de Enya realça a identificação positiva com uma figura feminina, e a própria servir de musa, não ao expansionismo, mas à exploração das viagens de descoberta do desconhecido e aprofundamento do conhecido. Evidencia-se no conteúdo das imagens do videoclip, a referência à Revolução dos Cravos, que ocorreu em Portugal, num movimento anti-fascista, e por consequência anti-colonialista e anti-expansionista, como ainda parece surgir a referência à União Soviética, associando-a à côr verde, de esperança, considerando a influência desse país por todo o mundo, pela ideologia libertária, de desenvolvimento e de exploração. Exploração, no sentido do explore inglês e não do exploit inglês - parece que isso às vezes é confundido.

publicado por sergioresende às 23:34
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Agosto de 2010

Psiquiatria e Alienígenas

Os Psiquiatras são os carcereiros dos Alienígenas!

 

Parece que, e como o nome sugere, os psiquiatras triam pessoas para algum propósito, propósito esse, de acordo com a agenda dos extraterrestres! Os indivíduos considerados mais desviantes são enclausurados, em internamento psiquiátrico! O raciocínio é no sentido de que indivíduos com determinadas ideias e agendas que não estão de acordo com os trâmites da hegemonia extraterrestre no planeta são considerados persona non grata, e sofrem intervenções alienígenas, no corpo, comportamentos, ideias, raciocínios, mentalidade, etc., e são trabalhados para serem consultados por psiquiatras, tendo em conta a história da psiquiatria, e são medicados pelo "colete-de-forças" químico e são internados psiquiatricamente.

Considere-se que é como se os psiquiatras estivessem a ser induzidos a trabalhar para os alienígenas, a fazer o trabalho deles!

Tendo em conta o tabu da loucura e de ser consultado por um psiquiatra, as pessoas, desse modo, vão sendo controladas socialmente, em um sentido que agrada mais à agenda dos extraterrestres!

Ter-se-à que distinguir que extraterrestres fazem este tipo de intervenção e quais não o fazem!

Entretanto, vamos tomando consciência destas ideias básicas!

publicado por sergioresende às 02:05
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 3 de Agosto de 2010

Império Africano

Pensem em todos os impérios humanos existentes até à data, desde os Romanos, Mongóis, Estado-Unidense, Soviético, Egípcio, Antigos Chineses, Gregos, Cristianismo, Islamismo, Budismo, etc, etc, e todos os que, espero eu que não venham, surgirão no futuro!

Qual foi o maior deles todos? Qual o mais duradouro em si, e nas suas influências?

 

Eu direi qual foi: O Império Africano!

 

Aquele que foi formado por aqueles primeiros humanos que saíram de África, para expandir-se por todo o planeta, e por caracterizar-se por tudo aquilo que está relacionado com a Humanidade! Somos todos nós, com as nossas piores tendências e com as nossas melhores tendências... inevitavelmente, incluo-me na segunda categoria!

Este Império Africano é que foi o maior de todos, por todo o planeta e o que façamos para além da Terra, e o mais duradouro, desde o surgimento, ou criação, como veremos de seguida, da Humanidade, e o que tem maiores influências, já que se trata de tudo produzido e feito pelos humanos, neste planeta... quem sabe haverão maiores influências ainda não documentadas e/ou divulgadas!

 

Falei há pouco em criação... remeto-os para Zecharia Sitchin, com por exemplo, para o seu Genesis Revisited - Is Modern Science Catching Up with Ancient Knowledge? e The Earth Chronicles! Há evidências, de tabuetas sumérias com milhares de anos, de que chegou um povo à Terra, os Annunaki, que tiveram a necessidade de criar um povo para os servir. Foi estabelecido um complexo de laboratórios em Edin, em África, chefiado por Enki. A história bíblica do Eden refere-se a esta Edin, existente em África. Ora, Enki, chefe científico da missão de criar os humanos, juntou geneticamente antropóides, já existentes na Terra, com fêmeas Annunaki. O primeiro dos seres humanos criados foi Adamu ( daí o Adão ou Adam, etc, da Bíblia ). Posteriormente, os Annunaki decidiram transmitir conhecimentos académicos aos humanos, tendo sido a partir daí que surgiram as primeiras civilizações humanas, na Suméria!

A partir daí, foi o desenvolvimento da Humanidade que em parte se conhece: remeto para Forbidden History, Forbidden Science, Forbidden Religion, de Douglas Kenyon, e Forbidden Arqueology, de Cremo & Thompson, que são livros que nos falam de descobertas feitas e de conhecimentos obtidos que foram sendo suprimidos, abafados, pelo establisment académico, político, industrial , etc..

 

Mas, continuando, tudo isto está relacionado com o que começou em África: O IMPÉRIO HUMANO... O IMPÉRIO AFRICANO!

publicado por sergioresende às 01:48
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Ah!

. Mar

. Grande droga

. Mirada

. Viagem

. Questões

. Amor sob céu

. À atenção dos Serviços Se...

. Conto persa

. Mensagem ao SIS ( caso es...

.arquivos

. Janeiro 2017

. Setembro 2016

. Março 2013

. Fevereiro 2012

. Maio 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds